Conheça nosso canal no Youtube
Receita de Vovó
Imagem não carregada
.

Participe gratuitamente da nossa comunidade.

Fechar

Cadastrar pelo Facebook

Entrar no Receita de Vovó.

Fechar

Entrar pelo Facebook

Será enviada uma nova senha.

Fechar

Apostando no jejum intermitente

A prática do jejum não é nenhuma novidade e, inclusive, faz parte de muitas culturas e religiões como um ritual sagrado. O que talvez seja novidade para você é que essa mesma prática pode ser uma grande aliada no processo da perda de peso, é o chamado jejum intermitente.

O método funciona mais como uma padronização da sua alimentação do que como uma dieta em si e exige bem pouco de você. Na verdade, é uma estratégia muito simples em que não importa muito o que você está comendo, mas sim, quando você está comendo.
Parece contraditório, certo? Mas para compreender a ação o jejum intermitente no seu corpo é preciso entender o processo de digestão. Quando você faz uma refeição seu metabolismo começa a trabalhar na absorção dessa comida. Esse processo costuma levar em torno de cinco horas. Nesse período de tempo o nível de insulina fica muito alto e, por isso, fica difícil para o seu corpo queimar gordura. 
A seguir, você entra em um estado de pós-absorção, que tende a durar de oito a 12 horas após a sua última digestão. Aqui, seu nível de insulina já está baixo novamente e torna-se mais fácil você perder peso. É neste momento que você tem maior capacidade de emagrecer, neste estágio de cerca de 12 horas após a sua última refeição.
No entanto, você lembra qual foi a última vez que você ficou 12 horas sem comer? Pois é, este intervalo não é muito comum, por isto, ao iniciar o jejum intermitente você verá que consegue perder peso sem mudar muito seu cardápio diário, a quantidade que você come ou sua rotina de exercícios. Basta apenas controlar o horário que você come e deixar que esse estado natural de queima de gordura inicie no seu corpo.
 
Vamos falar de benefícios
 
#Pode esquecer os sofrimentos da dieta! Como já mencionamos, esqueça as porções contadas, as refeições que não satisfazem, as privações. Tudo o que você precisa fazer é esquecer a ideia de que você precisa comer o tempo todo.
 
#Também estamos falando de uma vida mais saudável. O jejum intermitente ajuda a reduzir a pressão arterial, triglicerídeos e o temido colesterol, o estresse e até mesmo o risco de câncer. Com todo esse quadro, você além de perder peso consegue aumentar a qualidade e a expectativa de vida.
 
#Aproveite o simples.  Você não precisa se preocupar tanto com a sua rotina alimentar, apenas fique de olho no relógio. Aproveite o período de sono, por exemplo, para ajudá-lo a se adaptar com o jejum. Adapte o método a sua vida e não o contrário.
 
A prática se mostra sim como um método eficiente, no entanto, nem todos concordam com isto. Há muitas discordâncias sobre o período ideal de jejum, por exemplo. O mínimo, para que se tenham resultados, seria de 12 horas. No entanto, há especialistas que concordam que caso você passe o período o jejum sem a prática de exercícios, na verdade você elevaria esse período da queima de gordura para algo entre 20h a 24 horas. Outros dizem que, mesmo com a prática de exercícios, o período mínimo ficaria entre 16h e 20h.
 
Outros pontos a serem considerados antes da prática do jejum intermitente são:
 
  1. A grande maioria das pesquisas são baseadas em testes com animais
Não é de hoje que a ciência utiliza testes em animais para a criação de medicamentos e produtos. A questão, é que a anatomia desses animais se assemelha a nossa, o que não garante um resultado 100% seguro. E, no caso do regime intermitente, a ampla maioria dos dados e pesquisas são baseados nessa metodologia de análise e ainda tem um longo caminho pela frente.
 
  1. As comparações dos estudos não são exatamente imparciais
Bem, é de conhecimento que os norte-americanos costumam manter uma dieta hiperenergética, ou seja, come-se mais do que se queima. A proposta do jejum intermitente é o contrário: queimar mais do que se come. No entanto, aqui não se trata de fazer ou não jejum e sim de comer ou comer muito. O que pode, no futuro, revelar-se como um fator importante para análise dos dados.
 
 
 
Caso você tenha decidido tentar, saiba que existem diferentes períodos de tempo para a prática do jejum. Isto vai depender do seu objetivo e da sua rotina. A prática mais comum varia entre 12 e 16 horas.
A prática consiste em fazer uma refeição e só voltar a comer novamente após 12 ou 16 horas. Lembre-se que parte desde período pode ser contabilizado durante o sono.
 
 
 
 
Fontes:
http://jamesclear.com/the-beginners-guide-to-intermittent-fasting
http://www.precisionnutrition.com/intermittent-fasting/chapter-1

Outras Dicas

Envie um comentário

Dê sua nota

Comentários (0)

Esta dica ainda não tem comentários. Seja o primeiro a comentar.

Vídeos

Mais receitas

Compartilhe

Subir Voltar

Copyright © 2017 - Receita de Vovó

Desenvolvido por: SIAMEL SOFTWARES